Arte e artistas na Zona Leste de São Paulo

Arte e artistas na Zona Leste de São Paulo: Percursos de formação, desenvolvimento profissional e usos do espaço urbano

 
Em que medida a origem e a inserção geográfica de um artista conformam seu campo de possibilidades? Esta é a questão movedora de Arte e artistas na Zona Leste de São Paulo: Percursos de formação, desenvolvimento profissional e usos do espaço urbano. As trilhas de formação e desenvolvimento profissional, as trocas materiais e simbólicas, a constituição de redes sociais de interlocução e cooperação, a persecução de trajetórias mais ou menos dissonantes, as interdições e os conflitos implicados por uma marca de origem, os posicionamentos em um campo de disputas e embates profissionais, os modos de usar a (e ser usado pela) cidade, são alguns dos eixos de discussão mobilizados pela pesquisa. A subjetividade narrativa e a liberdade artística voltam à cena em uma pesquisa fundamentalmente baseada na escuta de experiências pessoais e profissionais, por meio da história oral, aliada à história pública e a dispositivos colaborativos de produção do conhecimento.
Resultados parciais
  • SANTHIAGO, Ricardo. Arte e artistas na Zona Leste de São Paulo: Nota de pesquisa. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação no XIV Encontro Nacional de História Oral: História Oral e a expansão do registro audiovisual).

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: